As crianças são, por natureza, imaginativas e criativas. Dão respostas inesperadas e vêem as coisas numa perspetiva diferente da nossa. É através de diferentes processos como o escrever, pintar, desenhar e brincar que as crianças vão desenvolvendo as suas capacidades criativas e aprendendo de forma natural. A infância é o período por excelência em que a criatividade poderá ser desenvolvida e estimulada, sendo importante que a criança tenha acesso a um espaço e material como plasticina, massa de moldar, blocos ou materiais descartáveis, de acordo com os seus interesses e ideias, proporcionando-lhe formas de transformar as suas ideias em coisas concretas. Deixe que a criança crie conforme a sua imaginação, dando-lhe apenas orientações caso necessite.

As crianças melhoram as habilidades criativas através do ensino e reforço positivo. Acima de tudo reforce as ideias do seu filho e o seu esforço criativo, por exemplo mostrando os seus trabalhos a outros familiares e amigos na sua presença ou emoldurando e colocando no móvel da sua sala um trabalho feito por ele. É importante também  participar e estimular as brincadeiras espontâneas dos seus filhos, como o correr e o jogar à bola e também as brincadeiras de “faz de conta” onde cada elemento pode encarnar uma personagem, proporcionando assim uma brincadeira repleta de criatividade e divertimento. O brincar é a sua via natural de expressão, dê espaço e oportunidade para a criança brincar e explorar o mundo.

Um ser criativo é aquele que tem a capacidade de gerar ideias originais e ser capaz de resolver os problemas do dia-a-dia. É observar o que todos observam, mas ver e pensar algo diferente. Procure explorar diferentes locais e atividades com o seu filho, levando-o a museus, exposições, teatro, cinema, concertos, etc. e proporcione-lhe experiências ao ar livre como fazer caminhadas, piqueniques e visitas a parques, de forma a observar e participar em experiências que lhe poderão fornecer bases para construir e imaginar. Mostre-lhe também diferentes tipos de música e incentive-o a ler diferentes tipos de livros, estimulando-o também a ouvir histórias, visto que as crianças têm uma capacidade natural para imaginar e criar finais diferentes ou percursos diferentes ao longo da história. Caso o seu filho já goste do computador, use a internet para pesquisarem acerca de temas e autores do seu interesse.

O ser criativo ajudará na aprendizagem de diferentes competências, entre elas as académicas, e aumentará a motivação para aprender diferentes competências essenciais à sua independência e bem-estar. Seja criativo!

 

 

 

Sofia Moreira, MS, Pós Graduada em Análise Comportamental Aplicada

Psícóloga

Please follow and like us:
Categories: Oficina de Sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *